terça-feira, 23 de abril de 2013

Follies Of Love 37º (A hora é agora!)

Querido diário,
sei que essa é a primeira vez que escrevo aqui, mas deixa isso pra lá, pelo menos hoje! Meu dia... ele foi... Terrível. E olha que ele nem acabou ainda, nem vou mais sair de casa hoje, acho. Eu não acredito que o Justin contou tudo pra Karina! Nesse momento eu sinto ódio dele. Aquilo que eu sentia por ele, mudou completamente! Ele me traiu e não merece o meu amor. Tá, eu trai ele também, mas foi bem depois que ele me traiu, eu não mereci e não mereço nada disso que está acontecendo comigo. Porque tipo, hoje a Karina já veio tirar satisfação comigo na faculdade, o que eu fiz? Disse a verdade! Não ia mentir pra ela. Mas depois ela disse que eu nunca fui uma amiga pra ela, porque eu a trai. Ai... se eu pudesse voltar no passado, eu não ia fazer isso, não mesmo. Pelo menos eu tenho minha melhor amiga, a Mari, essa nunca sairá de perto de mim, não importa o que aconteça, ela mesmo me disse isso. Mas então, perdi meu namorado, perdi minha amiga, falta o quê?
    Xoxo Lari ;*

Coloquei o diário de baixo do meu travesseiro e me deitei, fiquei pensando no que fazer com tudo o que aconteceu e logo apaguei.

(...)

 Acordei e já tinha escurecido, ai eu tive uma bela de uma ideia, umas das melhores até hoje! Ia chamar a Mari e o Gui. Mandei uma mensagem pros dois, escrita:
 "Vamos pra balada?" eles respondem um "NÃO!" okay, eu to solteira e eles não querem me ver feliz, mandei "Ai como vocês são chatos! Vamos, vai? Só hoje! Eu to solteira e  quero curtir" Gui mandou "Acontece que tem outro jeito de curtir! Não é só porque você ta solteira que tem que ir em balada. Você nunca foi..." Mari mandou "Eu só não vou porque quando chegarmos na balada, todo mundo vai ficar olhando pra você e você sabe que eu não gosto de chamar atenção. Mas essa sua bunda não tem jeito! Chama atenção de qualquer jeito, não importa onde estamos." mandei pro Gui "Sem ciúmes, flw? Eu sei que nunca fui em balada, mas quebra essa pra mim, Pfvr?" mandei pra Mari "Eu sei amiga! Mas quebra essa pra mim? Prometo que não coloco roupa muito curta." Os dois mandaram um "Tá bom! Vamos. Que horas?" mandei "21 horas. Gui, primeiro vou na sua casa e depois vamos na sua casa Mari, flw?" eles mandaram FLW! ;P"

Okay, pelo jeito eles se amam, até mensagem igual eles mandam. Hunf' que besteira! Vi no meu celular e era quase 20 horas, fui procurar uma roupa pra vestir, meu closet é lotado de vestidos e eu nunca sei qual usar, isso me deixa frustada, é. Procurei, procurei e procurei, até lembrar que eu tinha ou tenho um vestido roxo, lindo demais. O problema é achar! Fiquei procurando e não achei, putz só porque eu amo aquele vestido? Então tá, coloquei outro, não é melhor do que aquele, mas fazer o quê. Fui tomar um banho e rápido, terminei, troquei de roupa e fui pro AP do Gui, porque já ia dar 21 horas, cheguei lá e mandei uma mensagem pra ele escrita "To aqui em baixo! Desce pra gente ir buscar a Mari." ele só respondeu um "Okay ;P", alguns minutos depois e ele já estava aqui em baixo, fomos pra casa da Mari, no carro dele, chegamos e ele buzinou, acho que 1 minuto depois a Mari apareceu e entrou no carro.

Gui: WOW! Olha a Mari, tá gatona. - ele disse olhando para a mesma.

Mari: Obrigada! Mas eu tenho meu pretê, flw? - ela disse encarando ele, eu ri.

Gui: Nossa garota, foi só um elogio, não gosta de elogios? - ele disse e acelerou.

Mari: Gosto! Mas hoje eu não to bem pra elogios. AH' - ela olhou pra mim - olha só a Lari, tá sexy com esse vestido.

Gui: Mudou de opinião, né?

Mari: Receber elogios é uma coisa, agora elogiar é diferente.

Lari: Ahn... obrigada amiga! Você também tá sexy, os caras vão ficar babando em tu.

Mari: Ai é que você se engana, os caras gostam de mulher com bastante corpo que nem você.

Lari: Ah' não exagera!

Mari: Eu só estou falando a verdade... eu posso até ganhar alguma coisa estando com você.

Lari: UI bate aqui! - levantei a mão e ela bateu na mesma - To animada, quero me divertir.

Gui: É, eu percebi. - disse e revirou os olhos, vi pelo espelho, é.

Lari: Gui, amigo da Lari e da Mari, fica com ciúme não, tá?

Gui: Quem aqui está com ciúmes?

Mari: Você né! Quem mais seria?

Gui: Eu não estou com ciúmes.

Lari: Então continue assim... *pausa* já estamos chegando?

Gui: CHEGAMOS! Só falta eu estacionar o carro. - ele disse e estacionou - Pronto! SAIAM DA MINHA LAMBORGHINI. - ele ordenou meio que brincando e mesmo assim nós saímos, fechamos a porta e fomos andando.

Lari: Aí, nunca mais grite com a gente daquele jeito, flw? É só uma Lamborghini.

Mari: Que pode ser roubada.

Gui: Quem é que vai ter a coragem de roubar meu bebê? Eu mato na hora!

Lari: HAHA' quero só ver quando isso acontecer. - disse ironicamente e entramos na balada - WOW! Isso aqui está lotado. - disse e fomos pro bar, me sentei em um banco e olhei pro barman, que cara gostoso.

Mari&Gui: LARISSA!

Lari: O que foi, agora? - olhei pra eles.

Gui: Você não vai beber. - ele me olhou bravo.

Lari: Quem é você pra dizer o que eu devo beber ou não?

Mari: Lari, ele disse pro seu bem...

Lari: QUE LINDO! Por que vocês não dão as mãos e saiam andando? Pra longe de mim.

Gui: Ficou maluca? Você disse que quer se divertir, mas não vai ser desse jeito.

Lari: TÁ BOM, eu não vou beber, mas eu vou ficar com esse gostoso aqui. - disse e olhei pro barman.

Mari: Afffff' Guilherme, eu acho melhor você nem ver isso.

Gui: É, tchau! - ele disse e saiu andando.

Mari: SÓ NÃO VAI BEBER. - ela gritou e depois se sentou em um banco do meu lado - Por que você disse aquilo?

Lari: Aquilo o quê? Que eu vou ficar com o barman? - ela assentiu - Mas eu vou mesmo!

Mari: E de que jeito?

Lari: Espie só! - disse e olhei pro barman - HEY, você mesmo. Vem aqui me atender... - disse com a minha voz sexy e ele se aproximou.

Barman: O que você quer, gatinha? - ele disse com um sorriso malicioso.

Lari: Hum... - olhei pra Mari.

Mari: Nada de bebida. - ela disse apenas mexendo os lábios.

Lari: - olhei pro barman - O que você sugere?

Barman: Então... você parece ser uma garota que não bebe muito, pra não pegar muito pesado, caipirinha, do jeito que você quiser.

Lari: Boa sugestão! - sorri - Mas eu prefiro outra coisa.

Barman: O quê? - ele arqueou uma sobrancelha.

Lari: - cheguei mais perto e disse no ouvido dele - Você.

Barman: Aí gata, - ele colocou a mão no meu queixo e sorriu - eu estou no meu turno, não posso sair do bar.

Lari: Qualé, vai me dar um fora? Tem certeza?

Mari: LARI! Se eu fosse você, não insistia.

Barman: Sua amiga tem razão.

Lari: OKAY, mas quando você estiver disponível, eu não vou estar. - disse e me levantei, me virei e sai rebolando.

Barman: HEY, HEY! VOLTA AQUI. EU ESTAVA BRINCANDO. - ouvi ele gritar e voltei.

Lari: Nossa, você muda de ideia rápido... o que aconteceu? - disse e ri ironicamente.

Mari: Vish' to saindo! - ela se levantou e saiu andando.


Continua! com comentários...

domingo, 14 de abril de 2013

Follies Of Love 36º (Ele não presta)


Lari: - sai do elevador e fui em direção á mesa da Mari - Hey! - chamei a atenção dela.

Mari: Oi Lari! O que está fazendo aqui?

Lari: Mari, eu preciso conversar com você urgentemente.

Mari: Eu não posso sair daqui, acabei de chegar. E por que não foi pra faculdade? - ela disse preocupada.

Lari: Amiga, não me olha assim! Pede pro seu pai, fala que é urgente, eu preciso demais conversar com você, vai? Por favor?

Mari: TÁ BOM! - ela disse pegando o telefone e ligou pra ele - Senhor Rodrigues, aqui é sua filha! *silêncio* Eu preciso de alguns minutos. *silêncio* A Lari chegou aqui e quer conversar comigo urgentemente! *silêncio* São só alguns minutos, é minha amiga, eu preciso ir. Por favor? *silêncio* É por isso que eu te amo, seu lindo! Beijos. - ela comemorou e desligou o Telefone - Vamos logo... - ela disse se levantando, saímos do prédio e fomos pro starbucks, chegamos lá e nos sentamos, ela logo disse - O que você quer?

Lari: Falar sobre ontem! E hoje.

Mari: O que aconteceu ontem? Por que você está desse jeito? - perguntou preocupada.

Lari: Eu.transei.com.o.Guilherme! - disse pausadamente e sussurrando.

Mari: Eu não acredito que você fez isso, Lari! Você sabe muito bem que a Karina gosta dele.

Lari: A culpa não foi minha, ele quis ai eu deixei rolar.

Mari: QUE LINDO! Traiu seu namorado. - ela disse ironicamente.

Lari: Ele me traiu quando chegou lá em Minas, eu só dei o troco.

Mari: TÀ, mas o que aconteceu?

Lari: Eu terminei com ele! Ele me traiu com a ex-namorada e depois veio me dizendo que a culpa não foi dele e que estava arrependido, que não podia viver sem mim e essas coisas.

Mari: Ele te ama.

Lari: Não me ama não! Se não ele não teria me traído.

Mari: OKAY, mas você vai ter que contar pra Karina o que aconteceu.

Lari: Eu não posso! Ela vai me odiar.

Mari: Se ela descobrir sem você dizer, ai que ela vai te odiar mesmo.

Lari: Eu não sei o que fazer.

(...)

P.O.V Justin

 Fui pro treino, treinei bastante, bastante mesmo. Eu sabia que isso ia acontecer! Ela-terminou-comigo. E agora? O que eu faço? Não vou pedir pra voltar, pelo menos não agora. Eu fui traído também, ela terminou comigo porque quis, só não sei se vou aguentar muito tempo sem la, eu sou fraco quando o assunto é mulher, não sei mais o que fazer. Dei uma parada no treino e vi meu celular tocando, e por incrível que pareça, era a Larissa, demorei um pouco pra atender, mas atendi.

Justin: O que você quer comigo?

Lari: Para de ser grosso! Respeito é bom e eu gosto.

Justin: TÁ, o que você quer?

Lari: Quero saber se você já falou com o Neymar sobre a Karina. EAÍ?

Justin: Sim, eu falei com ele!

Lari: Que dia que ela vai poder conhecer ele?

Justin: Hoje mesmo! No prédio.

Lari: COMO?

Justin: Sei lá, leva ela pra sua casa e depois eu vou buscá-la.

Lari: Okay, que horas?

Justin: Umas 19h30min..

Lari: Então tá!  Quando ela já tiver no meu AP, eu te ligo avisando.

Justin: Tudo bem! - disse e ambos desligaram.

 Hum... isso me deu uma boa ideia! Que tal dizer a verdade? Seria uma boa. É isso mesmo o que eu vou fazer! Voltei pro treino, continuei treinando e quando deu umas 17h30min eu fui embora, o Neymar vai passar lá em casa umas 19h00min. Cheguei no prédio, estacionei meu carro e fui pro meu AP, chegando lá, entrei e fui direto pro meu quarto, tomei um banho quente e demorado, troquei de roupa e fui pra cozinha comer algo, to morrendo de fome, se fosse outra pessoa, já teria comido o sofá. HAHA' sem graça. Comi, comi demais! Depois fui pra sala esperar o Neymar, fiquei vendo TV, um tempo depois, ele chegou, ficamos uns 30 minutos conversando, ai a Larissa me ligou, disse que a Karina já estava no AP dela, fui até lá, cheguei no AP, apertei a campainha e a Karina que atendeu...

Justin: Ah' oi Karina! Eu vim te buscar pra você conhecer você sabe quem. - disse e sorri.

Lari: SÓ NÃO ABUSE DELA! - ouvi Lari gritar, quer dizer, Larissa.

Karina: Abusar? Oshe' - ela disse com uma cara estranha.

Justin: NÃO SE PREOCUPA, LARI! ELA ESTÁ EM BOAS MÃOS. - gritei de volta.

Lari: TOMARA MESMO!

Karina: Eu não to entendo nada. Vocês não estão namorando? Por que ela disse isso?

Justin: É uma longa história! Pena que ela não te contou, vem comigo... - disse puxando ela pra fora e fechei a porta.

Karina: O que aconteceu com vocês dois?

Justin: Eu terminei com a Larissa porque ela me traiu com o amigo dela, o Guilherme.

Karina: - ela arregalou os olhos - Você só pode estar brincando!

Justin: Não, não estou. Os dois transaram, ontem!

Karina: E a Larissa ainda diz minha amiga... grande amiga que eu tenho. E você, por que está me dizendo isso?

Justin: Eu sabia que você gostava ou gosta do Guilherme, só queria que você soubesse a verdade.

Karina: Valeu! Você me deixou muito mal.

Justin: Não pensa nisso, agora.. vamos conhecer o Neymar? - disse sorrindo.

Karina: Okay - ela sorriu. Foi fácil!

Justin: Então vamos! - disse e entramos no elevador, chegamos no meu AP, entramos e quando ela viu o Neymar, quase teve um treco. Apresentei ela pro Neymar e ficamos conversando, depois ele teve que ir embora e a Karina foi junto, deve que rolou o maior clima. Fiquei na sala vendo TV e dormi ali mesmo.

 No dia seguinte... 15/03/2013.

P.O.V Larissa

Lari: EU NÃO ACREDITO QUE AQUELE VADIO FILHO DA PUTA, DESGRAÇADO DOS INFERNO FEZ ISSO! Ele vai se ver comigo. - disse completamente com raiva do Justin.

Mari: Não faz nada, Lari! Por favor.

Lari: POR QUE VOCÊ ESTÁ ASSIM? O JUSTIN DISSE UMA COISA QUE EU DEVERIA DIZER!

Mari: Não se altere comigo, não fiz nada.

Lari: O que ele disse pra ela?

Mari: Disse que terminou com você porque você traiu ele com o Guilherme.

Lari: QUE MENTIROSO! Eu que terminei com ele e eu acho que ele fez isso por vingança.

Mari: Vingança? Como assim?

Lari: MARI, ele disse tudo pra Karina porque eu terminei com ele! O Justin é um idiota.

Mari: Você vai falar com ele?

Lari: VOU! Mas eu vou ter que ir no estádio fazer isso, argh' que raiva.

Mari: Eu vou voltar pro escritório, meu pai deve estar preocupado.

Lari: Tchau amiga!

Mari: Tchau! - ela disse e saiu do Starbucks, paguei minha parte e sai também.

Lari: Ele me paga. - disse andando, peguei um táxi e fui até o estádio, quando cheguei lá, o segurança não me deixou entrar - HEY! Eu preciso entrar.

Segurança: Não, não precisa! Você não entra até dizer o que quer fazer aqui.

Lari: Adivinha? Eu sou namorada do Justin Bieber! - é, eu tive que mentir.

Segurança: Ele não tem namorada.

Lari: E eu sou o quê, então? Você acha que eu sou uma pessoa que só vem aqui dizer que é namorada dele pra entrar ai dentro?

Segurança: Não! Mas ele já nos informou que não está mais namorando com você.

Lari: Então você sabe que eu fui namorada del, né? Deixa eu entrar logo!

Segurança: Eu só deixo se você me prometer uma coisa.

Lari: Prometer o quê?

Segurança: Que não vai fazer barraco nenhum aí dentro! Se não, sai na hora.

Lari: Prometo! - disse e ele me deixou entrar. Fui pro gramado e Justin estava jogando, eu estava na arquibancada, lá perto, quando ele me viu, deu um pausa no jogo e veio até mim.

Justin: O que você está fazendo aqui? Está com saudades? - ele disse se achando.

Lari: ARGH' você é imbecil, vadio, desgraçado, eu te odeio! - disse com raiva.

Justin: TÁ BOM, mas o que eu fiz? - ele disse todo calmo, fiquei com mais raiva ainda.

Lari: Você ainda pergunta? Para de ser cara-de-pau e me diz porque você contou tudo pra Karina.

Justin: Ela precisava saber a verdade...

Lari: ELA IA SABER! MAS QUEM IA CONTAR ERA EU E NÃO VOCÊ! Argh' diz, você disse porque ia se vingar, né? Só porque eu terminei com você.

Justin: Vingança? Eu não sou tão mau assim.

Lari: CLARO QUE É! E AINDA POR CIMA MENTIU PRA ELA, DISSE QUE TINHA TERMINADO COMIGO. MANO, EU NUNCA VOU TE PERDOAR POR ISSO... pra mim, você morreu, está morto! - disse, ele me agarrou e me beijou á força. OKAY, tá bom Larissa, ele é mais forte do que você, mas como não corresponder com um beijo tão maravilhoso desses? Eu pirei, só pode! Eu tentei me soltar dele, mas foi em vão, ele é forte demais. Quando meu fôlego estava quase acabando, eu fiquei me debatendo e ele me soltou - ARGH' SEU IDIOTA! Por que me beijou? - disse encarando ele.

Justin: Pra você calar essa sua boquinha gostosa! - ele disse com um olhar malicioso.

Lari: Quem é você? Eu não te conheço! - olhei pra ele com uma cara estranha.

Justin: Conhece o bastante pra ter transado comigo. - ele disse alto.

Lari: Você é um inútil, mesmo! Quer que o mundo inteiro saiba que já transamos?

Justin: Do jeito que você é gostosa, quem não queria né? - disse com aquele mesmo olhar, malicioso.

Lari: IDIOTA! - disse e sai andando, queria ficar o mais longe possível dele e é isso o que eu vou fazer. Que tal mudar pra outro prédio? Boa ideia! Até já sei pra onde eu vou mudar. Pro prédio onde o Guilherme mora, é mais perto da faculdade e eu vou ficar longe do Justin, olha que legal. Voltei pro meu AP e liguei pro Guilherme, ele disse que tinha um apartamento alugando, magnífico. Terminei de falar com ele e fui pro meu quarto, me deitei na cama e fiquei olhando pra esse teto entediante, mas ele me lembrou de uma coisa. Que eu tenho um diário! *-* Só que eu nunca usei ele, tenho desde meus 15 anos. Fussei, fussei meu quarto inteiro, fui achar ele dentro do meu baú, onde eu coloco minhas tralhas, peguei-o e abri, ele é preto e com um coração roxo no meio. Me sentei na cama, peguei uma caneta e a vontade de escrever alguma coisa veio á tona.

Continua! com 3 comentários...

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Follies Of Love 35º (A culpa não foi minha...)


Lari: Eu também te trai.

Justin: TRAIU? COM QUEM? - ele disse bravo.

Lari: Por que você está bravo? Eu deveria estar brava! Você me traiu primeiro, colocou dois chifres em cima da minha cabeça.

Justin: A culpa não foi minha...

Lari: AH' não foi? Quem é a vadia? Me fala!

Justin: A Maýra, mas a culpa não foi minha.

Lari: Justin, você me trai com a vadia da sua ex-namorada e ainda tem a cara de pau de falar que a culpa não foi sua?

Justin: A culpa não foi minha! Ela descobriu meu ponto fraco e jogou isso contra mim.

Lari: PONTO FRACO? Que ponto fraco é esse?

Justin: É que ela ficou nua e eu não sabia o que fazer, mas eu juro que a culpa não foi minha, ela chegou na minha suíte do nada, ela fez de propósito, quer nos ver separados.

Lari: Pelo jeito ela está conseguindo...

Justin: Não Larissa, não fala assim! Eu não posso viver sem você.

Lari: Justin, você me traiu.

Justin: Você também me traiu, aliás com quem?

Lari: Eu não vou falar!

Justin: AH' não, você vai dizer sim.

Lari: E por que eu deveria?

Justin: Você tem obrigação de me dizer! Eu também fui traído.

Lari: OKAY, eu te trai com o Guilherme.

Justin: Qual dos três? - ele me olhou assustado.

Lari: O meu amigo.

Justin: VOCÊ ME TRAIU COM O SEU AMIGO? FICOU MALUCA?

Lari: Argh' eu só te trai porque tinha certeza que você já tinha me traído.

Justin: Por que tanta certeza assim? - me encarou.

Lari: O Guilherme que me disse, ele é homem, sabe de tudo.

Justin: Sabe nada! Ele só encheu sua cabeça porque queria transar com você.

Lari: E ele conseguiu!

Justin: Larissa, me diz uma coisa?

Lari: Depende.

Justin: Quantas vezes você já me traiu com o Guilherme?

Lari: EU NUNCA TE TRAI! Mas eu já transei com ele.

Justin: E como nunca me traiu?

Lari: A primeira vez que eu transei com o Guilherme, eu nem sonhava em namorar com você, eu sentia ódio de você.

Justin: Você transou com ele depois que transou comigo?

Lari: YES!

Justin: Ele é melhor do que eu? - ele disse todo se achando.

Lari: Não, Justin! Você é o melhor que tem na face da terra. - disse ironicamente, ele nem percebeu.

Justin: Você vai terminar comigo? - ele disse e fez bico.

Lari: Eu estava pensando em não terminar, mas você me deu uma boa ideia! - disse e sorri.

Justin: Lari, não! Não termina comigo, por favor? Eu sei que errei, mas eu me arrependo de ter feito aquilo. Me perdoa?

Lari: Não sei se você merece o meu perdão...

Justin: Larissa, por favor, não faz isso comigo? Eu não posso viver sem você! Me perdoa?

Lari: Quando você tiver uma desculpa melhor, eu te perdoo. Justin, não dá, um namoro desse jeito não dá! Um traindo o outro? Isso é sem noção. Eu não posso ficar com você.

Justin: OKAY, eu não vou falar nada! Eu errei, você errou, agora você que quer terminar tudo comigo, tá bom, a escolha é sua, não estou satisfeito, mas fazer o quê. - ele disse andando em direção á porta.

Lari: Ei, espera! - disse, ele parou e olhou pra mim - Não vai ficar por isso mesmo, vai? - disse com esperanças.

Justin: Não sei! Isso tudo depende de você. - ele disse e eu fiquei calada, ai ele foi embora.

ARGH! Por que ele fica como se fosse a vítima dessa história toda? Ele.me.traiu. Eu já fui traída pelo Guilherme e não suporto traição, por isso mesmo que dei o troco no Justin e transei com o Gui, eu não estava com os hormônios muito bons quando fiz isso, eu não trai só o Justin, mas eu trai a Karina, minha amiga. Eu sempre soube que ela gosta do Guilherme, ai eu vou e faço isso? Tipo assim, se ela souber, vai me odiar até demais e eu não quero isso! A nossa amizade está apenas começando, ela não pode saber disso nunca, mas eu tenho que contar pra alguém, desabafar pelo menos. MARI! Minha salvação. Eu vou na empresa agora falar com ela.

(...)

Continua! com comentários...

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Follies Of Love 34º (Não foi certo o que eu fiz)


O jogo não tinha começado, eles estavam cantando o Hino Nacional ainda, mas tudo bem. Depois o jogo começou, quando o Atlético chegava perto do gol com a bola, o Senhor Rodrigues gritava que nem louco mandando o Justin pegar a bola. Aquilo estava esquisito, a câmera pegava o Justin toda hora e o narrador falava que ele estava com uma cara de depressão, AH' qual é? DEPRESSÃO? O que aconteceu pra ele ficar depressivo? É, deve ser paranóia desse narrador! Mas que o Justin estava estranho, ah ele estava. Ele está distraído demais, mas com o quê? Comigo é que não é! Estamos juntos á não sei quanto tempo e ele nunca reagiu assim, muito menos em um jogo. O que será que aconteceu? Fiquei o 1º e 2º tempo inteiro distraída, pensando no Justin, claro. Não, o Corinthians não perdeu, mas empatou, 1 á 1. Tipo assim, o Justin não pegava a bola direito, eu achei isso muito estranho. Quando o jogo acabou, o Guilherme me levou até o AP, eu não queria ficar sozinha então pedi pra ele dormir em casa, chegamos e eu me sentei no sofá.

Gui: O que foi, Lari? Você está tão calada! - ele sentou do meu lado.

Lari: Eu to preocupada com o Justin... - olhei pra ele.

Gui: Lari, o Justin chega hoje, esqueceu? Depois você pergunta pra ele o que aconteceu.

Lari: Eu não sei, Gui! O Justin estava muito estranho no jogo de hoje, ele nunca foi assim.

Gui: TÁ BOM, mas para de pensar nele, eu odeio ver você triste. - ele disse acariciando o meu rosto.

Lari: - eu sorri - Okay! Falou com a Karina?

Gui:Éeeeer... falei sim! - ele disse revirando os olhos.

Lari: Falou o que sente pra ela?

Gui: èeeeeer.... não! - ele disse e abaixou a cabeça.

Lari: POR QUÊ?

Gui: Tipo assim, eu fui falar com ela, mas ela começou a falar do Corinthians, do Justin, do Neymar e não parou de falar, ai eu não consegui dizer nada.

Lari: O que você sente por ela?

Gui: Lari, eu não sei... - ele disse ainda com a cabeça baixa, ele está estranho, só digo isso.

Lari: Você ta estranho! O que aconteceu? - disse preocupada.

Gui: Olha, eu não vou conseguir esconder isso de você. - ele olhou pra mim.

Lari: Esconder o quê? Me diz logo. - disse completamente curiosa.

Gui: Eu não gosto da Karina, não gosto de ninguém, eu gosto é de você! - ele disse e eu me surpreendi.

Lari: Você.gosta.de.mim? - disse pausadamente e boquiaberta.

Gui: Gosto!

Lari: Des-de quan-do?

Gui: Sei lá, desde aquele dia que a gente transou.

Lari: AI MEU DEUS! Guilherme, isso é passado.

Gui: Eu sei, mas eu gosto de você, o que quer que eu faça?

Lari: Nada! Nós somos apenas amigos.

Gui: Amigos não transam.

Lari: Guilherme, para! Eu to com o Justin, flw?

Gui: Ele já te traiu?

Lari: Se ele tivesse me traído, eu não estaria mais com ele.

Gui: Você já pensou na possibilidade de ele ter te traído?

Lari: Não! Para, por favor, você está colocando coisas demais na minha cabeça.

Gui: Não estou não! Ele pode estar te traindo agora, nesse momento. Ou então ele já deve ter te traído, por isso está daquele jeito, porque não quer que você saiba.

Lari: Será mesmo? - disse com esperança que isso só seja coisa da cabeça dele.

Gui: Larissa, eu sou homem, certo? Eu sei muito bem o motivo do Justin estar agindo assim. Ele.te.traiu. - ele se levantou e ficou olhando pra mim.

Lari: O que você quer com isso? Quer que eu traia o Justin com você? - disse ironicamente e ri.

Gui: O que é que tem? Eu não sou bom o bastante? - ele disse se achando.

Lari: Aiai' você é muito convencido! - me levantei e fui andando lá pra cima.

Gui: Vai me deixar falando sozinho mesmo? - ouvi ele resmungar.

Lari: - olhei pra ele - Siga me. - disse e continuei subindo as escadas, ele veio atrás. Entrei no meu quarto, ele entrou e fechou a porta, me virei olhando pra ele - Se o Justin não tiver me traído, eu te mato. - disse encarando ele e o agarrei.

Gui: Fica calma! Eu sei o que disse. - ele sorriu e me beijou, fui andando pra trás e me deitei na cama fazendo ele ficar por cima de mim.

(...)

   No dia seguinte... 14/03/2013.

 Acordei, olhei pro lado e vi Guilherme ali. O QUE FOI QUE EU FIZ? Olhei pra mim mesma e eu estava nua, okay Larissa, se acalma porque você quis fazer isso... você quis trair seu namorado, por quê? Porque seu melhor amigo que supostamente gosta de você, disse que seu namorado pode ter te traído. Por que eu acreditei nele? Tipo, eu não sei a verdade, mas vou descobrir! Com certeza o Justin já deve ter chegado e é melhor eu levantar. Me levantei, coloquei um roupão, entrei no banheiro e tomei um banho quente e rápido, terminei, troquei de roupa e fui chamar o Guilherme que ainda dormia.

Lari: GUILHERME! - berrei.

Gui: - ele acordou assustado e eu ri - O que foi? Ficou maluca? - disse me encarando.

Lari: Não! Mas você tem que ir embora, se o Justin te ver aqui, eu não quero nem ver o que vai acontecer.

Gui: Você ta me expulsando ou o quê?

Lari: Não estou te expulsando... só não quero que você apanhe do meu Jubs.

Gui: JUBS? - disse se levantando.

Lari: O que foi? Ficou com ciúmes?

Gui: Ciúmes? Eu? Não! - disse colocando a calça.

Lari: OKAY, agora vai embora, pelo amor de Deus. Toma banho em casa...

Gui: Nossa, eu já entendi, não precisa ficar apressada, eu to indo.

Lari: Então eu vou te esperar lá em baixo. - disse e ele assentiu. Desci pra sala e fiquei esperando ele, não demorou muito e ele desceu apressado.

Gui: Não precisa nem dizer tchau, to indo. - ele disse e saiu.

Lari: Tá, né! - peguei meu celular e mandei uma mensagem pro Justin, escrita: "ooooooooi neném! Já chegou em Sampa? ;)"
 ele respondeu: "ooooooooooooi neném! Já cheguei sim."
 mandei "Tá cansado?"
"Não, não estou cansado. :)"
 "Vem aqui? *-*"
 "Claro, bebê! Vou sim." -- não mandei mais nada pra ele, era 09h30min, fui fazer o maravilhoso café expresso. Ah' eu não fui na faculdade. =/ Foda-se! Só 1 dia não faz falta. Alguns minutos se passaram e eu ouvi a campainha tocar, fui atender e era o Justin.

Lari: oooooi neném! - disse e dei um selinho nele.

Justin: oooooooi! - ele sorriu e entrou - O que você queria comigo?

Lari: aaaah' é que eu fiz café expresso e queria que você tomasse comigo. - disse sorrindo e peguei na mão dele - Vem! - disse e fomos pra cozinha, nos sentamos e eu servi ele.

Justin: Não foi pra faculdade, por quê? - ele disse olhando pra mim. O que eu digo? Sem mentiras!

Lari: Ahn... é que eu acordei tarde. - disse e tomei um pouco do café. Ainda bem que eu não menti! Acordei tarde mesmo. :) Quando terminamos o café, eu me levantei e disse séria - Eu preciso falar com você.

Justin: - ele se levantou - Tudo bem! - disse e sorriu. Fui pra sala e ele me acompanhou - O que foi? Aconteceu alguma coisa?

Lari: - olhei pra ele - Eu que pergunto! Por que o jeito estranho ontem? Eu quero saber. - disse encarando ele.

Justin: Eu estava nervoso... - ele disse revirando os olhos. M-E-N-T-I-R-O-S-O!

Lari: Justin, não mente! Eu já te conheço muito bem pra saber que você está mentindo.

Justin: Você não confia em mim? - ele disse me encarando.

Lari: Confio! Mas eu sei que você está mentindo e eu quero saber a verdade.

Justin: TÁ BOM, não vou ficar escondendo nada. Eu.te.trai. - ele disse as últimas palavras pausadamente.

Lari: EU SABIA! Como você teve coragem de me trair?

Justin: E como você sabia? - ele me olhou incrédulo.

Continua! com comentários...
 Eu não quero postar Pick Me, eu não vou postar Pick Me e eu vou ser obrigada a postar Pick Me. Okay, só mais dois capítulos e eu posto! Juro :)  Gostaram desse capítulo? Novamente, não me matem, please >.< Continuo com comentários. E claro, mais uma vez, vim pedir á vocês que leiam a fanfic que estou postando no blog da Andressa linda feat. diva, u-u haha
http://thebelieberfans.blogspot.com.br/2013/03/crazy-in-love-8-capitulo-nao-e-por.html (último capitulo que postei) Espero que tenham gostado desse capítulo! Comentem, please... é isso, bye, XX Mariih ;*

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Follies Of Love 33º (Isso tudo o que aconteceu foi apenas um sonho?)


Justin: MAÝRA, SAI DAQUI! AGORA. - ordenei.

Maýra: Eu só saio depois que eu te mostrar uma coisa. - ela disse sorrindo.

Justin: MOSTRAR O QUÊ? Maýra, vai embora logo! - disse nervoso.

Maýra: - ela saiu correndo.

Justin: - fechei a porta e fui atrás dela - VADIA, VOLTA AQUI! - disse alto e vi ela entrando no meu quarto, entrei logo em seguida e ela estava sentada na minha cama - Maýra, eu mandei você ir embora.

Maýra: - ela se levantou e veio em minha direção - Eu já disse que eu só vou embora depois que eu te mostrar uma coisa. - ela disse e tirou o roupão, ela-estava-nua.

Justin: - arregalei os olhos impressionado ao ver aquilo, eu sou homem, certo? Não consegui deixar de olhar!

Maýra: Agora manda eu ir embora, manda. - ela chegou bem perto de mim e me agarrou.

Justin: M-m-ma-ma-maýra, e-e-eu-eu t-t-te-tenho namorada! - gaguejei, quase que eu não consegui falar. MEU PONTO FRACO É ESSE! Mulher nua.

Maýra: Finge que ela não existe, agora você só será meu. - ela disse e me beijou. SE EU CORRESPONDI? Sim. =/ Eu não consegui aguentar! Fui andando em direção á cama e a joguei lá, tirei minha camisa e a calça e comecei a beijá-la.

                                                     (...)

 Isso tudo o que aconteceu, foi apenas um sonho, né? PENA QUE NÃO! Eu-traí-minha-namorada. Isso é justo? Mas claro que a  vadia da Maýra fez de propósito, ela descobriu o meu ponto fraco e fez isso. Como eu pude ser tão inútil? Tão idiota? Eu cai na dela! Eu nunca vou me perdoar por isso. Traição é uma coisa imperdoável, do jeito que a Larissa é, ela vai querer terminar comigo, eu não quero isso. Eu vou ver o que faço, mas nesse momento, queria me jogar do prédio mais alto do Brasil! A vadia já foi embora, expulsei ela por justa causa. O que eu faço? Tenho um jogo amanhã e agora é 23h15min. EU QUERO SUICÍDIO! Não posso, não quero e não vou viver sem a Larissa, ela é especial pra mim, eu não sei o que sinto, mas não vou viver sem ela. Se eu não tivesse no Hotel já teria estourado a cabeça da Maýra, eu-transei-com-ela, tem coisa pior? Tem! Trair a pessoa mais perfeita do mundo, a minha Larissa. MANO, eu não sei mais o que fazer...

Justin: EU SOU UM IDIOTA! INÚTIL! OTÁRIO! IMBECIL! EU CAI NA DELA. - comecei a gritar e sai do quarto pisando em tudo, eu estava com raiva de mim e ódio da Maýra, me sentei no sofá com tudo, estava desesperado, comecei a chorar de raiva - E agora? Aquela vadia filha da puta vai ser comigo, ah' se vai!

(...) Dia seguinte 13/03/2013.

 Não consegui dormir nenhum pouco, fiquei acordado pensando na possibilidade da Larissa me deixar. Mas isso não vai acontecer! Não mesmo. É, eu ia ligar pra ela hoje, como? Eu trai ela e depois vou falar com ela como se nada tivesse acontecido? MANO, eu sou um otário! Ela já sofreu tanto e agora eu vou fazer ela sofrer? Não, isso não vai acontecer. Que tal eu não contar pra ela? Só que ela vai desconfiar, ela desconfia de tudo e eu não consigo disfarçar nada. O que eu faço?

 P.O.V Larissa

 Acordei já pensando no Justin, ele disse que ia me ligar hoje, antes do treino. õ/ Nossa, já estou com saudades dele! Ele está em Minas. Me levantei, entrei no banheiro, tomei um banho rápido e troquei de roupa, peguei minhas coisas, arrumei meu cabelo, fiz uma make leve e sai do AP, fui no Starbucks, comprei um e fui até a casa da Mari buscar a Karina para irmos na faculdade. Fomos andando mesmo, a faculdade é perto e andar não faz mal e muito menos quebrar suas lindas pernas. Chegamos, entramos e cada uma foi pra sua sala, eu já disse que eu estou por que o Justin pediu? É, eu acho que não! Mas sim, estou. Tédio total ¬¬'

(...)

 Já está de noite! Como hoje vai ter jogo do Corinthians, todos vamos pra casa da Mari, todos tipo, eu e o Guilherme, a família da Mari (pai e mãe) também vão assistir o jogo conosco. Ah' o Justin Drew Bieber não me ligou! E eu não sei porque, mas não quero saber. Agora estou saindo do prédio do Guilherme.

Lari: Aí, já tomou uma atitude com a Karina? - disse olhando pra ele.

Gui: Não! - disse frio.

Lari: Por quê? Você não gosta dela? - perguntei surpresa.

Gui: Lari, você sabe que eu não sou cara de tomar atitude! - ele disse e riu.

Lari: Não, eu não sei. Guilherme, você gosta da Karina? - parei e olhei séria pra ele.

Gui: Por que me chamou de Guilherme? Você não me chama de Guilherme. - ele disse com cara de bravo.

Lari: Desculpa! Mas responde logo.

Gui: Hunf' - bufou - gosto! - ele disse olhando pro chão.

Lari: Gui, olha pra mim. - coloquei a mão no queixo dele fazendo-o olhar pra mim - Você gosta dela?

Gui: Mais ou menos! Mas gosto. - ele sorriu e tirou minha mão de seu queixo.

Lari: Gui, se você gosta dela, por que ainda não tomou uma atitude?

Gui: Eu tenho medo de levar um fora! Ela é tão linda que eu não sei se falo o que sinto, ela pode me achar um idiota e dizer não.

Lari: Eu te entendo! Mas ela gosta de você, com certeza vai dizer sim. - disse e continuamos andando.

Gui: Tá bom, vou falar com ela. - disse e sorri.

Lari: HOJE MESMO! Se não falar, eu faço você falar. - ordenei e ele riu. Ficamos conversando o caminho todo até chegar na casa da Mari, quando chegamos, eu apertei a campainha e a mesma atendeu - oooooooooi amiga! *beijinho, beijinho*

Mari: ooooooooooooooie >< - ela disse e eu entrei - Eaê Guilherme Soares! - ela disse com voz de malandra, eu ri.

Gui: Eaê. - ele disse com uma cara estranha e os dois fizeram um toque sinistro, depois ele entrou - O quê? - ele olhou pra Mari com a mesma cara.

Mari: ÃHN? O que foi? Eu fiz algo de errado?

Gui: O jeito que você agiu já é errado!

Lari: Mari maloqueira. - disse rindo e me sentei no sofá.

Mari: Eu tava zoando gente. - ela se sentou do meu lado.

Gui: Mas não pareceu... - ele se sentou do meu outro lado, fiquei no meio dos dois, então ouvimos alguns passos altos e logo o Sr., a Sra. Rodrigues e a Karina apareceram.

Mari: Hi family! - ela disse sorridente.

Sr. Rodrigues: Oi filha! - deu um beijo em sua testa.

Sra. Rodrigues: Oi meu amor! - deu um beijo em sua bochecha e os dois se sentaram no outro sofá.

Lari: Ai que inveja.. - disse olhando pra Mari.

Karina: Inveja? De quê? oooooi gente!

Gui&Mari: oooi! *acena*

Lari: Porque a Mari tem uma família que á ama e eu não. - disse com uma cara triste.

Mari: Awwwn' Láah, não fica assim! Nós somos a sua família e nós amamos você. - ela disse me abraçando de lado.

Lari: Sério? - disse olhando pros pais dela.

Sra. Rodrigues: Claro! Você é como uma filha pra mim.

Sr. Rodrigues: E pra mim também...

Karina: Awn' que meigo. - disse baixo.

Lari: aaaaah' valeu gente! Eu não sei o que seria de mim sem vocês.

Gui: Eu sei.

Mari: Cala boca!

Karina: Então, o papo está bom, está tudo bom, mas nós temos que assistir o jogo.

Sr. Rodrigues: O JOGO! - disse alto e ligou a TV.

Mari: Tá sentindo esse cheiro?

Lari: Cheiro? - estranhei.

Gui: Que cheiro?

Sra. Rodrigues: Cheiro de quê?

Sr. Rodrigues: Eu não to sentindo nada!

Mari: É cheiro de ciúmes.

Karina: Ciúmes? Quem aqui está com ciúmes?

Mari: Você! Com ciúmes dos seus tios que tanto ama.

Lari: Fala sério? - disse meio que rindo.

Karina: Olha, o jogo começou. - ela disse apontando pra TV.

Continua! com comentários...

  Como Pick Me está acabando, eu resolvi demorar um pouquinho pra postar o último capítulo, então eu queria pedir pra vocês lerem a ib que eu estou postando no blog de uma pessoinha ai, u-u aqui está a Sinopse, o primeiro capitulo que postei e o último, eu parei de postar por falta de comentários e queria pedir á vocês que lessem e comentassem, já que é sobre Justmine, eu sei que muitas de você gostam de Pick Me, mas como está acabando, tem uma ib substituindo :) por favor, ajudem-me. É isso! E esperando que tenham gostado desse capítulo, de verdade. Não me matem, please ;c Continuo com comentários. XX Marih ;*