terça-feira, 23 de abril de 2013

Follies Of Love 37º (A hora é agora!)

Querido diário,
sei que essa é a primeira vez que escrevo aqui, mas deixa isso pra lá, pelo menos hoje! Meu dia... ele foi... Terrível. E olha que ele nem acabou ainda, nem vou mais sair de casa hoje, acho. Eu não acredito que o Justin contou tudo pra Karina! Nesse momento eu sinto ódio dele. Aquilo que eu sentia por ele, mudou completamente! Ele me traiu e não merece o meu amor. Tá, eu trai ele também, mas foi bem depois que ele me traiu, eu não mereci e não mereço nada disso que está acontecendo comigo. Porque tipo, hoje a Karina já veio tirar satisfação comigo na faculdade, o que eu fiz? Disse a verdade! Não ia mentir pra ela. Mas depois ela disse que eu nunca fui uma amiga pra ela, porque eu a trai. Ai... se eu pudesse voltar no passado, eu não ia fazer isso, não mesmo. Pelo menos eu tenho minha melhor amiga, a Mari, essa nunca sairá de perto de mim, não importa o que aconteça, ela mesmo me disse isso. Mas então, perdi meu namorado, perdi minha amiga, falta o quê?
    Xoxo Lari ;*

Coloquei o diário de baixo do meu travesseiro e me deitei, fiquei pensando no que fazer com tudo o que aconteceu e logo apaguei.

(...)

 Acordei e já tinha escurecido, ai eu tive uma bela de uma ideia, umas das melhores até hoje! Ia chamar a Mari e o Gui. Mandei uma mensagem pros dois, escrita:
 "Vamos pra balada?" eles respondem um "NÃO!" okay, eu to solteira e eles não querem me ver feliz, mandei "Ai como vocês são chatos! Vamos, vai? Só hoje! Eu to solteira e  quero curtir" Gui mandou "Acontece que tem outro jeito de curtir! Não é só porque você ta solteira que tem que ir em balada. Você nunca foi..." Mari mandou "Eu só não vou porque quando chegarmos na balada, todo mundo vai ficar olhando pra você e você sabe que eu não gosto de chamar atenção. Mas essa sua bunda não tem jeito! Chama atenção de qualquer jeito, não importa onde estamos." mandei pro Gui "Sem ciúmes, flw? Eu sei que nunca fui em balada, mas quebra essa pra mim, Pfvr?" mandei pra Mari "Eu sei amiga! Mas quebra essa pra mim? Prometo que não coloco roupa muito curta." Os dois mandaram um "Tá bom! Vamos. Que horas?" mandei "21 horas. Gui, primeiro vou na sua casa e depois vamos na sua casa Mari, flw?" eles mandaram FLW! ;P"

Okay, pelo jeito eles se amam, até mensagem igual eles mandam. Hunf' que besteira! Vi no meu celular e era quase 20 horas, fui procurar uma roupa pra vestir, meu closet é lotado de vestidos e eu nunca sei qual usar, isso me deixa frustada, é. Procurei, procurei e procurei, até lembrar que eu tinha ou tenho um vestido roxo, lindo demais. O problema é achar! Fiquei procurando e não achei, putz só porque eu amo aquele vestido? Então tá, coloquei outro, não é melhor do que aquele, mas fazer o quê. Fui tomar um banho e rápido, terminei, troquei de roupa e fui pro AP do Gui, porque já ia dar 21 horas, cheguei lá e mandei uma mensagem pra ele escrita "To aqui em baixo! Desce pra gente ir buscar a Mari." ele só respondeu um "Okay ;P", alguns minutos depois e ele já estava aqui em baixo, fomos pra casa da Mari, no carro dele, chegamos e ele buzinou, acho que 1 minuto depois a Mari apareceu e entrou no carro.

Gui: WOW! Olha a Mari, tá gatona. - ele disse olhando para a mesma.

Mari: Obrigada! Mas eu tenho meu pretê, flw? - ela disse encarando ele, eu ri.

Gui: Nossa garota, foi só um elogio, não gosta de elogios? - ele disse e acelerou.

Mari: Gosto! Mas hoje eu não to bem pra elogios. AH' - ela olhou pra mim - olha só a Lari, tá sexy com esse vestido.

Gui: Mudou de opinião, né?

Mari: Receber elogios é uma coisa, agora elogiar é diferente.

Lari: Ahn... obrigada amiga! Você também tá sexy, os caras vão ficar babando em tu.

Mari: Ai é que você se engana, os caras gostam de mulher com bastante corpo que nem você.

Lari: Ah' não exagera!

Mari: Eu só estou falando a verdade... eu posso até ganhar alguma coisa estando com você.

Lari: UI bate aqui! - levantei a mão e ela bateu na mesma - To animada, quero me divertir.

Gui: É, eu percebi. - disse e revirou os olhos, vi pelo espelho, é.

Lari: Gui, amigo da Lari e da Mari, fica com ciúme não, tá?

Gui: Quem aqui está com ciúmes?

Mari: Você né! Quem mais seria?

Gui: Eu não estou com ciúmes.

Lari: Então continue assim... *pausa* já estamos chegando?

Gui: CHEGAMOS! Só falta eu estacionar o carro. - ele disse e estacionou - Pronto! SAIAM DA MINHA LAMBORGHINI. - ele ordenou meio que brincando e mesmo assim nós saímos, fechamos a porta e fomos andando.

Lari: Aí, nunca mais grite com a gente daquele jeito, flw? É só uma Lamborghini.

Mari: Que pode ser roubada.

Gui: Quem é que vai ter a coragem de roubar meu bebê? Eu mato na hora!

Lari: HAHA' quero só ver quando isso acontecer. - disse ironicamente e entramos na balada - WOW! Isso aqui está lotado. - disse e fomos pro bar, me sentei em um banco e olhei pro barman, que cara gostoso.

Mari&Gui: LARISSA!

Lari: O que foi, agora? - olhei pra eles.

Gui: Você não vai beber. - ele me olhou bravo.

Lari: Quem é você pra dizer o que eu devo beber ou não?

Mari: Lari, ele disse pro seu bem...

Lari: QUE LINDO! Por que vocês não dão as mãos e saiam andando? Pra longe de mim.

Gui: Ficou maluca? Você disse que quer se divertir, mas não vai ser desse jeito.

Lari: TÁ BOM, eu não vou beber, mas eu vou ficar com esse gostoso aqui. - disse e olhei pro barman.

Mari: Afffff' Guilherme, eu acho melhor você nem ver isso.

Gui: É, tchau! - ele disse e saiu andando.

Mari: SÓ NÃO VAI BEBER. - ela gritou e depois se sentou em um banco do meu lado - Por que você disse aquilo?

Lari: Aquilo o quê? Que eu vou ficar com o barman? - ela assentiu - Mas eu vou mesmo!

Mari: E de que jeito?

Lari: Espie só! - disse e olhei pro barman - HEY, você mesmo. Vem aqui me atender... - disse com a minha voz sexy e ele se aproximou.

Barman: O que você quer, gatinha? - ele disse com um sorriso malicioso.

Lari: Hum... - olhei pra Mari.

Mari: Nada de bebida. - ela disse apenas mexendo os lábios.

Lari: - olhei pro barman - O que você sugere?

Barman: Então... você parece ser uma garota que não bebe muito, pra não pegar muito pesado, caipirinha, do jeito que você quiser.

Lari: Boa sugestão! - sorri - Mas eu prefiro outra coisa.

Barman: O quê? - ele arqueou uma sobrancelha.

Lari: - cheguei mais perto e disse no ouvido dele - Você.

Barman: Aí gata, - ele colocou a mão no meu queixo e sorriu - eu estou no meu turno, não posso sair do bar.

Lari: Qualé, vai me dar um fora? Tem certeza?

Mari: LARI! Se eu fosse você, não insistia.

Barman: Sua amiga tem razão.

Lari: OKAY, mas quando você estiver disponível, eu não vou estar. - disse e me levantei, me virei e sai rebolando.

Barman: HEY, HEY! VOLTA AQUI. EU ESTAVA BRINCANDO. - ouvi ele gritar e voltei.

Lari: Nossa, você muda de ideia rápido... o que aconteceu? - disse e ri ironicamente.

Mari: Vish' to saindo! - ela se levantou e saiu andando.


Continua! com comentários...

2 comentários:

O que achou? Comente! Faz bem pro coração da escritora, e também não vai quebrar seu lindo dedo, né?