terça-feira, 3 de abril de 2012

Love a Criminal - Parte 13 - The End!

 No dia seguinte...


 P.O.V Justin

  Acordei do nada. Me levantei e entrei no banheiro, tomei um banho rápido, queria resolver aquele  negócio logo, terminei e troquei de roupa, sai do banheiro e a Karen ainda estava dormindo, sai do quarto quase correndo, andei pela casa procurando Christian e Ryan, fomos pro meu escritório e era hoje que eu ia resolver aquele papo, eu não sabia o que ia fazer, mas eu falei com eles e tive um plano. O pai do Ryan, o tal do "chefe" ia me dizer o que fazer, falei com ele e eu até fiquei com um certo receio por causa daquele plano, eu não quero por a vida da Karen em risco, nunca! Então ele falou com aqueles palermas que queriam a Karen e o tal Robson marcou pra gente se encontrar em um lugar ai, tudo estava resolvido. Menos uma coisa! A Karen ainda não sabe disso... depois da conversa, eu voltei pra mansão e fui falar com ela.

Justin: Karen? - disse entrando no quarto.

Karen: Eu to aqui! - ela disse saindo do closet e depois entrando.

Justin: Eu posso falar com você? - disse aparecendo na porta do closet.

Karen: Claro! Pode falar. - ela olhou pra mim sorrindo.

Justin: É sério.

Karen: Okay! - ela disse vestindo uma roupa e depois saiu do closet.

Justin: Ahn... - me sentei na cama.

Karen: O que foi, Justin? - ela estranhou.

Justin: Sabe aquele negócio dos caras querem comprar você?

Karen: Sei! Você resolveu tudo?

Justin: Ér... eu resolvi, mas eu não tinha outra opção.

Karen: Que opção? - ela disse assustada.

Justin: Bom... é um plano, eu não vou te vender de verdade.

Karen: E o que você vai fazer então?

Justin: Então, os caras marcaram um encontro lá pra eu entregar você pra eles, eles vão levar o dinheiro e panz, mas quando você estiver com eles eu vou... - ela me interrompeu.

Karen: Matar?

Justin:  É.

Karen: Justin, eu disse que não queria que você matasse ninguém!

Justin: Karen, eu não vou te vender pra eles, porque sabe o que eles vão fazer com você? Vão te estuprar até você ficar arrebentada, depois vão te vender pra outros caras! Você quer isso? Você quer? - eu disse já irritado.

Karen: Não, não quero! Faz o que você quiser, eu não to mais nem aí pra eles.

Justin: Então tá! Você vem comigo. - disse me levantando.

Karen: Tá bom.

    Fomos pro lugar combinado, Christian, Ryan e alguns seguranças ficaram no carro, só um que veio conosco que estava levando a Karen, Robson chegou com uma bolsa na mão e olhando diretamente pra Karen, eu fiquei fervendo de raiva.

Robson: Eaí, vagabundo? - ele disse rindo.

Justin: Haha' você vai ver o vagabundo!

Robson: Vamos andar logo com isso? Eu to com pressa.

Justin: Eu também, não quero ficar olhando pra essa sua cara horrorosa.

Robson: Me dá ela primeiro!

Justin: Não! Se eu te dar ela, você não vai me dar o dinheiro.

Robson: E se eu te dar o dinheiro, você não vai me dar ela.

Justin: Não confia em mim? - disse ironicamente e sorri.

Robson: Vai logo! - ele disse jogando a bolsa.

Justin: Pode deixar. - disse olhando pro segurança que soltou a Karen, ela ficou ali parada e olhando pra mim com cara de medo.

Karen: Justin! - ela estava com cara de "Não me deixa ir!"

Robson: Vem cá, vadia. - ele pegou ela pelos braços.

Justin: - peguei minha arma do bolso e sem ele ver, disparei em direção à ele, pegou em seu braço, dei outro disparo e acertou o peito, ai ele soltou a Karen e ela correu até a mim - Quem venceu agora? - fui até ele e dei outros disparos, queria que ele morresse logo de uma vez.

Karen: Justin, vamos embora daqui! Deixa ele ai.

Justin: Não! Esse filho da puta tem que morrer.

Karen: Ele já morreu!

Justin: Tomara que sim. - dei mais uns 5 disparos e depois saímos correndo dali, entramos no carro e fomos pra mansão, chegamos lá e eu levei a Karen pro meu quarto, ela se sentou na cama e olhou pra mim emburrada. - O que foi? - encarei ela e me sentei ao seu lado.

Karen: Por que você matou aquele cara? Era só me deixar ir com ele!

Justin: MEU, você não tem juízo? Eu já te disse o que ele ia fazer com você e você ainda diz isso?

Karen: Justin, eu vi você matando aquele cara... você acha que alguém gostaria de te ver matando alguém? Tipo, eu não gostei nem um pouco!

Justin: O importante é que você está aqui comigo e pronto! Nada aconteceu com você e nem comigo. - abracei ela.

Karen: Eu fiquei com medo que acontecesse!

Justin: Agora é você que está se importando demais comigo. - disse olhando pra ela.

Karen: Ah' Justin, qual o problema? Eu sempre me importei com você! - ela disse e sorriu.

Justin: Não me diga? Você acha que eu ainda não percebi? - disse ironicamente.

Karen: Nossa! Me deixou no chinelo. - ela disse abaixando a cabeça e riu.

Justin: Olha... posso te fazer uma pergunta?

Karen: Tantas perguntas! Claro, faz aí.

Justin: Você.... gosta... de.... *pausa* mim? - sorri envergonhado.

Karen: Você sempre vai ficar me perguntando isso? Eu gosto de você sim.

Justin: Mas eu penso que não! Você fala como se eu fosse seu amigo de séculos.

Karen: - ela colocou a mão no meu rosto - Eu gosto sim de você, okay? - ela sorriu.

Justin: Okay! Mas não parece.

Karen: Por que não parece? - ela me encarou.

Justin: Sei lá, Karen! - revirei os olhos.

Karen: Olha, quando eu perceber que estou mesmo gostando de você, de verdade, eu falo okay? Mas agora não é o momento! - ela disse balançando a cabeça negativamente.

Justin: Então tá, uma hora isso vai acontecer. - eu disse e sorri.

Karen: Posso te falar uma coisa? - ela abaixou a cabeça e depois levantou.

Justin: Fala! - disse não me importando.

Karen: Eu ainda amo o Chaz.

Justin: Você ama quem...? - disse mega confuso, acho que estava com medo de ela dizer aquele nome.

Karen: O Chaz! - ela abaixou a cabeça.

Justin: aaaah' era só isso que você queria me dizer? - disse olhando pra ela bravo.

Karen: Justin, vai ficar assim? Eu gosto de você!

Justin: Como? Você gosta de mim e ama o Chaz? Isso não é possível.

Karen: Eu sempre gostei do Chaz desde pequena, um amor de anos não acaba assim do nada.

Justin: Mas o amor dele acabou!

Karen: Não, o Chaz só terminou comigo porque eu ia deixar ele no Brasil.

Justin: É otário mesmo! - disse revirando os olhos.

Karen: Justin, para com isso?

Justin: Para com o quê? Eu sempre gostei de você!

Karen: Eu também...

(...)
  P.O.V Karen

  Faz mais de 1 mês que eu estou nessa merda de casa. Posso falar uma coisa? Depois daquilo que eu disse pro Justin, 1 mês atrás, ele ficava sem dar uma palavra comigo, só parou quando foi ameaçado de morte e levou um tiro no braço, eu fiquei com vontade de xingar ele, mas não. Eu ajudei ele! E como eu não aguento mais viver nessa casa, eu quase me matei umas 10 vezes, quem me impedia sempre era o Justin. Parecia que ele não estava naquela mansão, mas quando chegava a minha hora de morrer, ele aparecia, isso se repetiu 10 vezes seguidas. Eu cuidava dele e ele de mim, depois do tiro no braço e de eu querer me suicidar né, me matar. Parece que isso tudo que está  acontecendo na minha vida  é um teste... tipo, eu tinha que gostar do Justin um dia, ele me dizia todo dia que gostava de mim e eu nada, ainda estava com esperanças que o amor que eu sinto ou sentia pelo Chaz acabasse, mas hoje, hoje eu descobri que eu não gosto do Justin, eu amo ele. Sempre amei, mas não queria deixar isso claro, meu coração estava impedido por duas pessoas que eu gosto bastante, eu só não sabia o que fazer, meu coração estava confuso. Eu sinceramente ainda não sei o que dizer pro Justin, ele é um criminoso e eu virei uma criminosa por causa dele! Amo um Criminoso. Não sei quando esse amor vai acabar, mas espero que nunca, eu amo ele de verdade.

Karen: Justin! - chamei a atenção dele.

Justin: Que foi? - ele sorriu.

Karen: Ahn... eu já me decidi! - disse meio tímida.

Justin: Decidiu? Mesmo? - ele disse animado.

Karen: É isso mesmo!

Justin: Então diz, diz no meu ouvido. - ele disse chegando mais perto de mim.

Karen: - cheguei perto do ouvido dele e mordi sua orelha, percebi ele se arrepiar, então disse - Você é incrível! Eu te amo. - disse e depois olhei pra ele.

Justin: Eu também te amo! - ele disse sorrindo feito bobo e me beijou. Esse beijo, com certeza não será o último. Então eu parei.

Karen: Você é o criminoso que eu amo e sempre vou amar. Te amo, meu criminoso! - disse sorrindo e ele riu, depois me beijou. Se o tempo me disser o que vai acontecer, eu quero que ele diga que o meu amor pelo Justin nunca acabe. Love a criminal ♥

     
                                The End!

5 comentários:

  1. OMB! Own Amei *-*
    Tão fofo... Ele falando que ama ela, ela depois falando que ama ele *-*
    Muitoo perfeita <3
    Mas como assim The End? Já acabou? :'(
    Vai ter outra temporada né?! :D
    Tem que ter *-*
    Lindo esse final S2

    Bjokas :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amou? Tem certeza? Eu achei meio sem graça!
      Não é o final verdadeiro, okay...?
      NÃO ACABOU! :/
      Não vai ter outra temporada, infelizmente.
      Thanks! ;*

      Excluir
  2. OH MY GOD! Senhooooor, que perfeiçãaaaao! Não acredito que acabou, é isso mesmo?? OMG vai ter,tipo temporadas? ou vc vai fazer outros e tals? OMG vou morrer aqui!!!
    Mesmo assim tá muito perfeito sua linda *-*
    Amei esse final romântico *-----------* <3

    Beijãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao ;*
    by...Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeição? Como assim? ;s
      Nem tanto... mais ou menos!
      Não vai ter temporadas, girl. :/
      Eu vou fazer outra mesmo! :)
      Morre não... perfeito? Thanks! Tem certeza que foi romântico? Mas mesmo assim, obrigada.

      Excluir

O que achou? Comente! Faz bem pro coração da escritora, e também não vai quebrar seu lindo dedo, né?