quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Never Stop Loving You Capítulo 3 - 1º Temp.

Mari subiu para seu quarto, arrumou seu material no armário e foi tomar um banho, já era 18h45min quando ela terminou. Ela se deitou na cama e pegou seu telefone, logo discou o número de Suzana.

*Ligação*
Suzana: Mari?
Mari: Sou eu mesma amiga!
Suzana: Eaí, tudo bem?
Mari: Infelizmente, não!
Suzana&Carol: Por quê? (disseram as duas surpresas. Carol também estava na linha)
Mari: Carol?
Carol: Ér...
Suzana: Tá, mas o que foi?
Mari: É que meu pai disse que a Yasmin trouxe minha mãe pra cá. Eu nunca vi ela, ela me deixou e eu não sei o que fazer. Sério!
Carol: Se eu fosse você, eu falaria com ela.
Suzana: É, eu também acho. Ela é sua mãe Mari! Não foi ela que te criou, mas pelo menos fale com ela.
Mari: Eu não sei...
Carol&Suzana: VAI LOGO! (disseram as duas alto, fez Mari tirar o telefone do ouvido)
Mari: Tá bom, me convenceram.
Suzana: Que bom! Eaí, como foi passar a tarde fazendo o começo de um trabalho de geografia com o Justin? (disse ela com um tom de malicia)
Carol: Foi bom ou ruim? (disse ela rindo)
Mari: Foi divertido! Nós nos conhecemos melhor. Me simpatizei bastante com ele. Ele até que é legal! (disse ela com os olhos brilhando)
Suzana: DEUS! A Senhorita Rodrigues se simpatizando com um garoto? Isso não acontece todos os dias. (disse ela impressionada e ao mesmo tempo com um tom de drama)
Carol: É mesmo! Mari você conseguiu, PARABÉNS! (disse ela rindo)
Suzana: PARABÉNS!
Mari: ¬¬’ Olha... isso é o que vocês acham.
Carol: Tá, mas eaí, já terminou aquele seu namoro fajuto com o Daniel? (disse ela com uma voz não muito boa)
Suzana: É mesmo, né? Aquele garoto é insuportável, ainda mais porque você estava namorando com ele por causa de uma aposta do Danilo. Affff’
Mari: Eu tinha esquecido desse detalhe. Mas ele nem foi pra escola hoje. Eu vou falar com o Danilo! Ele vai se ver comigo por ter me arrumado um garoto que não presta. Eu só estava com ele por causa daquela aposta medíocre do Danilo. EU VOU MATAR ELE! Eu não sei como eu fui arranjar um irmão assim. PORQUE DEUS? POR QUÊ? Eu vou terminar com o Daniel amanhã mesmo! (disse ela com muita raiva)
Carol: Mari... não faz isso com o seu mano. (disse ela com voz de bebê) Ele não merece morrer! E ainda por cima, por você. (disse ela e depois começou a rir)
Suzana: É, Mari... e se eu fosse você, eu ia na casa do Daniel e terminava com ele. Porque ele não ia gostar nada de a escola inteira saber que vocês terminaram. Tem que ser uma coisa só entre vocês, entende? (disse ela calma)
Mari: Entendi! Na moral, eu não sei se termino mesmo com ele. Eu sei que ele me traiu, mas eu acho que não foi a intenção dele.
Carol: Marina do céu! Como assim não foi a intenção dele? Ele estava na cama com outra garota e você diz que não foi intenção dele? AI MEU DEUS! Se mata. (disse ela dramática)
Suzana: É isso mesmo o que eu ouvi? A Mari chifruda? HAHA’ (disse ela gargalhando igual uma doida)
Mari: É isso mesmo o que você ouviu “Suuh”! Eu posso ser chifruda, mas esse nominho ai não está no meu dicionário particular. HAHA’ (disse ela rindo)
Carol: Mari... como assim? O.o
Mari: Eu não sou chifruda. Eu só fui traída por um cafajeste que é amigo do meu irmão! Isso não significa nada pra mim. O Daniel era como se fosse um capacho pra mim, EU NUNCA GOSTEI DELE! Aquele garoto é um idiota.
Suzana: AI SENHOR! Foi isso mesmo que eu ouvi? A Mari xingou um menino? Ou eu estou sonhando acordada? HAHA’ (disse ela e depois começou a rir)
Carol: NOSSA! É mesmo... Mari, é você mesmo? Ou eu também estou sonhando? (disse ela impressionada)
Mari: Para meninas. Ninguém aqui está sonhando! Depois que eu conversar com os meus pais, eu vou pedir a permissão do meu pai para eu ir na casa do Daniel antes do jantar.
Suzana: Faça isso gata! Ele não te merece.
Carol: Néh! Olha Mari... eu estava pensando aqui. Você podia pagar com a mesma moeda!
Suzana: BOA CAROL! (disse ela meio histérica)
Mari: Não entendi Girls.
Carol: Trai ele também!
Suzana: UHUUUUUUUUUUL!!
Mari: Eu posso até fazer isso. Vou me arrepender por não ter o respeito de mim mesma. Mas com quem? (disse ela interessada)
Carol: Com o Chaz. Você não ama tanto ele?
Suzana: ¬¬’
Mari: Pode ser! Mas o que eu faço?
Carol: Sei lá... sabe, quando você ver o Daniel e estiver na presença do Chaz, dá um beijão nele!
Mari: Hum... estou gostando disso. (disse ela com um tom de malícia)
Suzana: Você vai fazer isso? (disse ela sorridente)
Carol: Claro que ela vai! Mas é só porque o Daniel traiu ela.
Mari: Yes! Então... amanhã, quando eu ver o Daniel e o Chaz estiver na minha presença, eu vou beijar ele.
Suzana&Carol: É isso aí!
Mari: Meninas, valeu. Essa longa conversa foi muito divertida! Amei. Agora eu tenho que ir, meu pai deve estar pensando que eu ainda estou no banheiro. BEIJOS! Xoxo
Carol: Beijos, xoxo!
Suzana: Xoxo
*Fim da Ligação*
 
   Mari colocou seu telefone em seu devido lugar, se levantou da cama e ouviu alguém chamar seu nome, com certeza era o pai dela. Ela saiu de seu quarto e viu o de Danilo, ficou com uma cara nada agradável, ela está mesmo com bastante raiva de Danilo. Pra ela, tem teve a culpa de tudo foi ele! Bom... ela desceu e viu seu pai sentado no sofá.
Mari: Pai? (disse ela se aproximando do sofá) Cadê a Min?
Pai: (ele olhou pra ela com uma cara triste) FILHA! Ela foi embora e sua mãe foi junto. Eu disse pra ela que você não queria vê-la, devido o motivo de ela ter nos deixado. Mas ela entendeu...
Mari: Porque você foi dizer isso pra ela? AI SENHOR! (disse ela dramática) Cadê o “Dan” ? (disse ela andando de um lado pro outro)
Pai: Está no quarto dele. O que houve?
Mari: Adivinha?
Pai: O Daniel de novo?
Mari: É isso aí. Pai... eu estava namorando com o Daniel por causa de uma aposta que o Danilo fez, mas eu perdi e tive que namorar com ele. Eu só não terminei, porque eu comecei a me apegar nele. Mas ele me traiu...
Pai: O QUÊ? Eu vou matar aquele moleque! (disse ele com bastante raiva)
Mari: Não precisa, pai. Eu vou pagar com a mesma moeda! (disse ela sorrindo)
Pai: O que você está pensando em fazer? (disse ele com uma cara estranha)
Mari: Ué, eu vou pagar com a mesma moeda. Vou trair ele antes de eu terminar com ele.
Pai: Isso não é coisa que se faça. Mas se você se arrepender de tudo que está fazendo e vai fazer, não diga que eu não avisei! (disse ele e saiu andando para seu quarto)
XxXx: Tudo isso é verdade? (disse Danilo entrando na sala)
Mari: Com toda certeza! E você, nunca mais tente fazer uma aposta só para eu namorar com um de seus amiguinhos cafajestes. (disse ela olhando pra ele com cara de nojo)
Danilo: O que foi que ele fez?
Mari: Me traiu! Simples assim.
Danilo: Como assim simples? Você bebeu? Fumou droga? Bateu a cabeça em alguma parede? Cheirou cola? (disse ele rápido)
Mari: PARA DANILO! (disse ela rude) Eu sei o que estou fazendo.
Danilo: E o que você vai fazer?
Mari: Amanhã na escola você verá! O Daniel não perde por esperar. (disse ela esfregando as mãos e olhando para o nada)
Danilo: ¬¬’ Olha... como ele te traiu?
Mari: Estava na cama com outra! E a culpa é sua.
Danilo: Como assim, a culpa é minha?
Mari: Você que se fez aquela aposta inútil pra mim. Eu até admirava ele, mas eu achei que ia ganhar por isso que eu aceitei. AI’ EU TE ODEIO! (disse ela com muita raiva)
Danilo: Mari... você está assim só porque ele te traiu? Do jeito que você é, eu também teria te traído. (disse ele se achando)
Mari: Como assim, do jeito que eu sou?
Danilo: Ele foi seu primeiro namorado, não foi?
Mari: AHAM!
Danilo: Então porque quando o fim da aposta acabou você não terminou com ele?
Mari: Porque eu me apeguei com ele. E eu vou pro meu quarto! Não quero mais olhar para a sua cara. Ele é seu amigo, você sabe como ele é, você deveria me dito tudo o sabia sobre ele.
Danilo: Se eu fosse X9, eu contava.
Mari: Você não me entende mesmo, né?
Danilo: Não, não te entendo! (disse ele sorrindo e Mari saiu dali)

(...)

CONTINUA! Eêêh' 3º capítulo. Gostaram??

4 comentários:

O que achou? Comente! Faz bem pro coração da escritora, e também não vai quebrar seu lindo dedo, né?